Camaradas 005 – Patrice Lumumba

No episódio de hoje, Larissa Coutinho contará a história de um dos maiores personagens da história do continente africano e da República Democrática do Congo, que ousou enfrentar os carrascos de seu povo: Patrice Lumumba.

Roteiro: Larissa Coutinho e Thiago Gomes

Edição: Lucas Gelo

Seja você nosso padrim também em http://padrim.com.br/revolushow e concorra ao sorteio de um livro mensal, a partir de R$5,00, e tenha acesso a nossa newsletter a partir de R$10,00.

 

Referências

Discurso de Lumumba no dia da independência do Congo em 30 de junho de 1960 – https://bit.ly/2yhnxra

Patrice Lumumba e o Destino da República Democrática do Congo – https://bit.ly/34CiZrt

Patrici Lumumba: enciclopédia britânica – https://bit.ly/3ciPBZV

Memórias – https://bit.ly/3bc9iSR

O Assassinato de Lumumba – https://bit.ly/2RB2gPZ

Patrice Lumumba é assassinado – https://bit.ly/2xxkPO8

Patrice Lumumba e o movimento anti-colonialista na RDC – https://bit.ly/2VasRFC

Compartilhe este Post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

4 comentários em “Camaradas 005 – Patrice Lumumba”

  1. Grande!Grande!camarada!
    Um grande homem que deve ser conhecido pelas esquerdas morbidas e cheio de jornalistas miribundos que procura benefícios. Partidários e sindicalista.

    Precisamo de uma nova esquerda desraozada de seus orgulhos mascarados!

  2. Anna Gicelle García Alaniz

    Excelente episódio. Lumumba é uma das minhas referências de infância, meu pai sempre o citava em meio à lista das lideranças assassinadas pelos imperialistas. Não quero ser chata nem intrusiva, e tenho horror aos “nazistas da gramática”, por isso fiquei na dúvida se deveria comentar a respeito do uso errado de “sobre” no lugar de “sob” várias vezes na narração. Optei por comentar. Um grande abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.